Exames

Plasma de Argônio

O que é?

  • Resultados satisfatórios com poucas sessões.
  • Tratamento endoscópico, minimamente invasivo, sob sedação endoscópica, sem necessidade de anestesia geral.
  • Não há necessidade de afastamento do trabalho.

 

AGENDE SEU ATENDIMENTO

O que é?

NOVA CHANCE PARA PERDA DE PESO EM PACIENTES QUE FIZERAM CIRURGIA BARIÁTRICA

Aplicação endoscópica de Plasma de Argônio. Procedimento é ambulatorial, minimamente invasivo e apresenta ótimos resultados.

Dados recentes de pesquisas mostram que mais da metade dos brasileiros está acima do peso. O percentual de obesos aumenta a cada ano, tornando a obesidade um dos principais problemas de saúde pública da atualidade. Nos casos de obesidade severa, a cirurgia tem se mostrado a única alternativa eficaz para o controle deste mal. No Brasil, só em 2016, serão mais de 100 mil cirurgias bariátricas realizadas.

Décadas após o início da cirurgia bariátrica, sabe-se que mais de 25% dos pacientes operados voltam a engordar e, com isso, aumenta novamente o risco do desenvolvimento de todas as doenças que acompanham a obesidade, tais como hipertensão arterial, dislipidemia, apneia do sono, etc. Os motivos que levam ao reganho de peso são muito discutidos. Devem ser investigados os maus hábitos alimentares principalmente a ingestão abusiva de doces e álcool, o sedentarismo, a má escolha da técnica cirúrgica além do rápido esvaziamento dos alimentos do novo estômago ocasionado pelo aumento do calibre da anastomose gastrointestinal.

A anastomose nada mais é do que a emenda cirúrgica entre o estômago reduzido e o intestino desviado. Nas endoscopias digestivas, realizadas periodicamente nos pacientes operados, ela é medida, devendo ser justa, medindo em torno de 1cm. Com o tempo, principalmente após 2 anos de cirurgia, a dilatação da anastomose pode ocorrer naturalmente, chegando a 4-5cm de diâmetro. Isto permite facilmente a passagem do alimento ingerido, não ocorrendo a sensação de saciedade precoce.

Quando a causa do reganho de peso é o calibre aumentado da anastomose gastrointestinal há uma alternativa moderna, a aplicação do plasma de Argônio. Consiste num procedimento realizado por via endoscópica, minimamente invasivo, promovendo a termo coagulação da mucosa da anastomose gastrointestinal e consequentemente uma redução do seu calibre com o processo cicatricial. Com isso, o esvaziamento gástrico é retardado e a saciedade alimentar do paciente volta a ser precoce, ajudando o paciente a perder peso.

No tratamento, são realizadas de uma a três sessões de aplicação do plasma de argônio, cauterizando a anastomose alargada, com intervalos de dois meses entre cada uma delas. Os estudos mostram uma perda de até 100% do excesso de peso após a aplicação do plasma. Dentre as grandes vantagens deste procedimento está sua característica ambulatorial, ou seja, o paciente recebe alta logo após despertar da sedação, que é realizada sob a supervisão de um médico anestesiologista.

Ainda estão entre as vantagens o seu custo menor que outros métodose a não necessidade de internamento hospitalar ou realização no centro cirúrgico. Além disso, o procedimento é praticamente isento de riscos e muito bem tolerado pelos pacientes.

Assim como na cirurgia bariátrica, este procedimento deve ser obrigatoriamente acompanhado de uma equipe multiprofissional formada por psicólogos e nutricionistas além do indispensável incentivo à prática de atividades físicas.

Já usado em vários países com sucesso, no Brasil foi liberado pela ANVISA e tem sido uma grande alternativa para esses pacientes. Portanto, aqueles pacientes que não aproveitaram todo o auxilio promovido pela cirurgia nos primeiros anos para mudarem seu estilo de vida, encontram no PLASMA DE ARGÔNIO um novo apoio para remodelar sua anastomose e alcançar o objetivo de perda.

Emagrecer é um desejo da maioria das pessoas. E quando envolve a saúde, o desejo se torna necessidade. Muitos tentam perder peso, mas não conseguem. Sabemos da dificuldade. Para isso, existe o procedimento com o Plasma de Argônio, que oferece uma nova chance para perda de peso em pacientes que fizeram cirurgia bariátrica.

AGENDE SEU ATENDIMENTO

João Paulo Aguiar Ribeiro

CRM: 9886

  • Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará;
  • Residência Médica em Cirurgia Geral;
  • Especialização em Endoscopia Diagnóstica e Terapêutica no Serviço de Endoscopia Gastrointestinal do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP;
  • Mestrado em Ciências da Gastroenterologia pela Universidade de São Paulo;
  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED);
  • Diretor Técnico Responsável na Première Medicina e Saúde;
  • Master of Business Administration (M.B.A.) Executivo na COPPEAD – UFRJ.

Outros Exames